Corrupção generalizada, alta da inflação – atingindo dois dígitos – déficit público crescente, falência da PETROBRÁS, Operação Lava Jato – indiciando e encarcerando políticos e empresários – desemprego crescente e por fim, temos o desequilíbrio fiscal, político e a perda do grau de investimento – não somos visto mais como bons pagadores . A recessão que vem tomando conta do Brasil tem sua origem nos últimos 8 anos de governo, tudo pelo simples  fato do governo  não ter feito o dever de casa. A falta de infraestrutura, o aumento dos gastos públicos com pessoal, obras superfaturadas e inacabadas, corrupção na PETROBRÁS, queda do preço do barril do petróleo, a falta de um projeto consistente e o desleixo com a Educação, acabaram  com as boas expectativas do povo brasileiro. Por isso, 2015 não deixou saudades.

E o que será de nós em 2016? A expectativa é o aumento do desemprego, mais recessão, crise política, crise fiscal, crise econômica, em outras palavras estamos em meio ao fogo cruzado. Se correr o bicho pega, se parar o bicho come. Um verdadeiro labirinto. Ou encontramos a saída desta crise ou amargaremos por muitos e muitos anos  as ações irresponsáveis da política à brasileira.

A mudança que precisamos, encontra-se no comportamento da sociedade. O problema é moral, são os nossos valores que, hoje, influenciam drasticamente no desenvolvimento econômico.  A Arrecadação tributária ultrapassou a casa dos  R$ 2 trilhões, superando em mais de 7% a arrecadação do ano anterior, entretanto, a inflação superou os dois dígitos, neutralizando todo o crescimento.

O que fazer? É preciso mais responsabilidade com os recursos públicos, um ajuste fiscal inteligente, que priorize as necessidades fundamentais na gestão do Estado, mais investimento em Educação, Ciência e Tecnologia e punição rigorosa aos corruptos e corruptores. A forma como o Estado Brasileiro está sendo conduzido, teremos enormes dificuldades de romper com este ciclo de incertezas que vem tomando conta de todos nós. É preciso, a rigor, um projeto inteligente e estratégico para colocar o país nos trilhos. Vamos em frente, mantendo  a autoestima elevada em busca de um país menos desigual e mais justo. É possível? Sim. Depende de cada um de nós. Depende de nossas atitudes e  da forma como participamos do processo político eleitoral. Enquanto, mantivermos no poder político homens descomprometidos com a nação, com certeza, não iremos chegar a lugar nenhum. É preciso  vontade política e liderança comprometidas com a sociedade, em outras palavras, políticos livres, que não estejam atrelados as oligarquias e as elites econômicas, que controlam os principais pontos estratégicos da economia.

O Brasil paga mais de R$ 300 bilhões ao sistema financeiro, somente de juros da dívida. A dívida pública é outra questão que merece  atenção redobrada. É uma represa que pode se romper a qualquer momento, criando um verdadeiro tsunami na economia. A falta de zelo e responsabilidade com o dinheiro público tem sido o início, o meio e o fim, do sofrimento do povo brasileiro. Se a saúde não é essas coisas ,não é por falta de recursos, mas sim, pela péssima gestão dos recursos. O Brasil precisa mudar com urgência ou estaremos todos condenados  a viver uma realidade de penúria por muitos anos.

Conselhos para 2016:

  1. Procure economizar (fazer poupança);
  2. Evite projetos sem fundamento;
  3. Invista em qualificação;
  4. Aprenda a falar o idioma Inglês (pois estamos em um mundo globalizado);
  5. Leia pelo menos 12 livros por ano – em média  1 por mês;
  6. Seja empreendedor ( a realidade do mercado de trabalho continua em transformação);
  7. Seja proativo;
  8. Cultive a boa prática do exercício físico – mexa-se. Devemos cuidar da saúde a todo momento;
  9. Alimente-se bem e tome pelo menos 2 litros de água por dia;
  10. Evite conflitos desnecessários. O estresse tem sido uma constante em nossa sociedade;
  11. Procure falar menos e ouvir mais;
  12. Tenha foco naquilo que deseja realizar – não se perca em meio a bobagens;
  13. Tenha atitudes inteligentes – pense antes de agir;
  14. Procure manter pensamentos otimistas e ações pragmáticas;
  15. Não se perca durante sua viagem – procure traça todas as rotas e realize seus projetos.
  16. Cuidado com os cartões de crédito – seja conservador – os tempos  serão difíceis.
  17. Aprenda a planejar – planejar é quase que prever o futuro;
  18. Avalie todos os riscos – pontos fortes e fracos, também as circunstâncias;
  19. Não deixe para amanhã o que se pode e se deve fazer hoje;
  20. E tenham um ótimo 2016 – procure celebrar os bons momentos da vida.

A vida é o resultado de nossas escolhas temporais. 

Podemos mudar nossa realidade a partir de nossas ações…

Relacionados

Comente este artigo

Your email address will not be published.