Não há nada pior do que viver debaixo do peso das dívidas. A vida torna-se uma avalanche de problemas  nos empurrando para o fundo do poço, logo, a angústia, a depressão e a frustração tornam-se as principais companheiras de nossa jornada. O que fazer para não cairmos nesta cilada? Primeiramente, aprender a lidar com os recursos financeiros – é o caminho mais inteligente. A falta de EDUCAÇÃO FINANCEIRA é um dos principais problemas do empobrecimento e da miséria da sociedade brasileira. Citarei como exemplo, a compra de um automóvel de R$ 20.000,00 por alguém que ganha em torno de R$ 2.500,00. Vejam bem o que acontece na vida desse cidadão. Suponhamos que o seu custo fixo seja de R$ 1.500,00, assim, sobraria R$ 1.000,00, todo mês, para ser investido, fechando cada ano com mais de R$ 12.000,00 (levando em consideração os juros). Mas com a compra do automóvel tudo muda. Vamos analisar o custo do automóvel anual:

  1. IPVA –  800,00;
  2. Seguro – 1.200,00;
  3. Gasolina – 1.200,00;
  4. Custo de oportunidade de Capital – 1.200,00;
  5. Manutenção – 400,00;
  6. Estacionamento – 300,00;
  7. total –  5.100,00

Vejam bem, se tudo dê muito certo, o amigo do nosso exemplo deixará de poupar em média R$ 5.100,00 por ano. O exemplo acima representa uma realidade consciente, mas muitos compram  com financiamento de até 5 anos (60 meses), complicando ainda mais a realidade, colocando o indivíduo com poupança negativa. Essa tem sido a realidade de milhões de brasileiros, que deixaram de investir na educação dos filhos, em um negócio próprio, na moradia, em lazer de qualidade, como viagens, para ficar encarcerado na lógica do custo  de manutenção de um automóvel. A falta de consciência de uma grande parte das pessoas, tem sido o principal fator de desespero, que tem como origem as dívidas. O automóvel somente se justifica quando ele nos proporciona um retorno financeiro por ser um instrumento de trabalho, caso contrário, é somente passivo, ou seja, despesa.

Um homem endividado tem muito pouca ação de manobra. Geralmente, essas pessoas ficam encarceradas em suas dívidas, vivendo de forma sub-humana, além de prejudicar de forma  contundente seu relacionamento familiar e pessoal. É o caos tomando conta da vida do  indivíduo. A maioria das pessoas tornam-se deprimidas e se fecha em seu pequeno mundo, outras caem no vício do álcool e das drogas, quando não se tornam moradores de rua e são totalmente excluídos do seio familiar. Há casos de suicídio, onde a pessoa não suporta mais ser cobrada pela família e pelos credores.

A maneira como lidamos com o dinheiro determina onde iremos chegar em nossa trajetória. A falta de educação financeira tem sido um dos  combustíveis da pobreza à brasileira. É de suma importância que as escolas venham investir em educação financeira e que essa matéria venha fazer parte do currículo escolar. Eu sou um exemplo vivo do poder da educação. Sou formado em Ciências Econômicas e sou pós-graduado em finanças e gestão empresarial pela Fundação Getúlio Vargas do RJ. Venho de uma realidade muito simples, meu primeiro emprego foi  de servente de obra, quando eu tinha apenas 13 anos de idade. Na minha época eu não possuía  condição   de comprar um par de chinelo. Quando fazia algum biscate, geralmente  comprava um litro de leite, pão e mortadela. Era uma verdadeira festa. Lembro-me, que  a maior parte das vezes, não havia  dinheiro para pagar uma passagem de ônibus, e assim, era obrigado ir a pé até ao colégio e, às vezes, debaixo de muita chuva. Quantos cadernos eu perdi pelo fato de ser pego de surpresa pelas chuvas petropolitanas. Contudo, tudo isso que vivi, ensinou-me a lidar com as dificuldades e a valorizar o dinheiro no tempo. Meu curso (Ciências Econômicas) foi a melhor opção da minha vida. Aprendi a entender a engrenagem do dinheiro e digo:  minha vida foi totalmente transformada e hoje sou uma pessoa que vive em total equilíbrio, ou seja, não gasto além daquilo que ganho. Esta é a principal lei daqueles que sonham em ter  a famosa LIBERDADE FINANCEIRA…

Serviços:

Sou consultor empresarial, trabalho com palestras motivacionais, consultoria financeira, treinamento de equipes de venda, além de diversos cursos voltados para o dia a dia empresarial. Acredito que o sucesso está diretamente relacionado com nossas escolhas-temporais e, claro, nossa forma de agir e pensar. A cultura é o fator de maior peso na vida de cada um de nós.

Contato: (24) 98815-1949 – cardozoandre@hotmail.com

 

 

Relacionados

2 Responses

Comente este artigo

Your email address will not be published.